5 dicas para melhorar o estoque de luvas não tem a pretensão de ser um atalho para os experientes colegas que atuam na gestão de estoque. Muito menos vislumbra se tornar manual de procedimentos, os quais os setores das empresas já estão lotados.

Laboratórios, clínicas, hospitais e instituições de saúde tem um desafio em comum com restaurantes, lanchonetes, petshops e estúdios de tatuagem: ter o controle do estoque de luvas (e demais suprimentos)  de um jeito que não permita a falta dos materiais antes que seja providenciada a nova remessa de mercadorias.

Independente da área de atuação, o gerenciamento adequado de estoque pode ter seus desafios: os administradores e os profissionais da cadeia de suprimentos devem garantir que suas instalações tenham produtos suficientes para atender a demanda, mas que não seja muito grande ao ponto de afetar negativamente o orçamento da empresa.

Não ocupar muito espaço também é uma situação ideal.

Foi pensando nisso que listamos abaixo 5 dicas para melhorar o controle de estoque de luvas e outros suprimentos.

São informações úteis para quem quer garantir melhorias e eficiência do gerenciamento de estoque, mantendo um controle sobre os custos de fornecimento.

#1 – Investir em um software

Este é um dos passos mais fáceis para melhorar o seu controle de estoque, mas muitas vezes é o mais negligenciado.

Um inventário de estoque pode ser bastante complexo, principalmente se houverem mudanças na equipe e os novos funcionários não conhecerem a localização exata e especificações dos produtos.

Investir em um software significa que você estará fazendo avanços na qualidade do seu serviço, investindo em uma plataforma que pode lidar com as necessidades específicas de uma empresa como a sua.

Por exemplo: o software escolhido deve ser capaz de reconhecer e trabalhar com códigos de barras, assim, você não precisaria digitar o nome e caracteres dos produtos; tudo poderia ser cadastrado através de um leitor de barras e um computador.
Talvez a sua necessidade seja de um sistema que consiga prever demandas de produtos especificos num determinado periodo da semana, do mês ou do ano. Além disso, é importante que o software possa identificar com facilidade e
diferenciar unidades de medida emitidas e usadas. Isso é muito importante para empresas que fracionam as mercadorias que compram.

#2 Atribuir claramente as responsabilidades da equipe

Todo mundo cujo trabalho envolve os suprimentos de luvas, deve ter uma forte compreensão de seu papel no gerenciamento de estoque, seja ele de cuidados de saúde, alimentícios, etc.

Se eles estão realizando tarefas fora das suas responsabilidades que apenas ocupam o tempo mas não produzem efetivamente resultados positivos para o setor, é preciso engajá-los em atividades como solicitação dos suprimentos, verificação das ordens de compra e previsão de recebimento de mercadorias.

É importante que os membros da equipe entendam qual é o papel deles e como o gerenciamento de estoque bem sucedido contribui para o sucesso da empresa.

#3 Análise de Vendas ABC (princípio 80/20)

controle de luvas - 80/20

Utilize o principio de Pareto a seu favor. Este é um modo de listar e reunir vários produtos levando em consideração o seu nível de relevância, seja para a controle de estoque, definição de publico alvo ou priorização de clientes.

A análise começa a orientar o setor de compras para investir mais na compra de determinados produtos. Como resultado, a demanda é melhor atendida, tornando as aquisições mais consistentes.

Para não mencionar o fato de que o índice de produtos em excesso no estoque é reduzido, assim também reduz as perdas que possam surgir devido à itens obsoletos. Dessa forma, há uma maior confiança na assertividade das aquisições, o que preserva capital de giro e faz melhor uso dele (comprar produtos que são realmente necessários).

Como fazer:

#4 Organize o estoque de luvas de forma eficiente

Todos nós temos uma prateleira em nossas instalações que fica bagunçada e pode ser um obstáculo sério para o gerenciamento de estoque. apesar de serem acondicionadas em caixas, as luvas podem ser danificadas se armazenadas de forma inadequada.

A desorganização é uma situação ruim para qualquer estoque ou prateleira. É melhor organizar seus suprimentos de forma linear, de modo que as ferramentas mais utilizadas sejam fáceis de encontrar. Se você quiser reduzir a quantidade de materiais desperdiçados, tente colocar os produtos que estão com validade próxima na frente dos demais, assim eles podem ser usados ​​primeiro.

#5 Considere as novas tecnologias de Gerenciamento de Inventário

Pense no tipo de ferramentas de gerenciamento de inventário que você está usando, do software ao computador. Eles estão cumprindo todas as suas necessidades?

Sente com sua equipe e identifique os maiores problemas que você experimentou em seu gerenciamento de estoque. O seu software atual oferece uma solução? Um novo tipo de software no mercado melhoraria seus principais problemas? Encontrar as limitações em sua tecnologia é uma boa maneira de determinar se você está usando o software corretamente, se a compra de uma nova tecnologia é necessária, ou se novos procedimentos precisam ser criados.

Ser responsável pelo controle de estoque de luvas ou demais itens requer atenção.

Detalhes e um bom olho para identificar melhorias nas formas de gerir o estoque, podem trazer benefícios de forma mais eficiente.

Certifique-se de empregar essas e outras dicas que podem ajudá-lo a gastar menos dinheiro na encomenda de novos suprimentos.

Dessa forma, você reduz o desperdício que existe e são causados por erros no gerenciamento de estoque, que poderiam ter sido evitados.

×
×

Carrinho